Blog Top Society - Karla Cruz

Assembleias digitais e os impactos do on-line no cooperativismo

05/08/2020    Gustavo Siqueira

img/topsocie_blog/3715_post_6841.jpg
Vivemos tempos de mudanças, de se habituar a uma nova rotina e estar cada vez mais on-line. O mundo digital, que já é comum a muitos, ainda encontra resistência. Para o cooperativismo de crédito, transformações também foram necessárias. Apesar do digital ser algo presente no dia a dia das cooperativas e cooperados, agora virou um meio indispensável.

O cooperativismo é feito de gente, de envolvimento, de proximidade. Como agregar, envolver e transformar em tempos de distanciamento social? No Sistema Ailos acreditamos que precisamos estar sempre em movimento para conseguir atravessar diferentes e desafiantes décadas. 

A exemplo das nossas assembleias, que são o órgão social máximo e a principal representação da gestão democrática de uma cooperativa. É na assembleia que o cooperado garante seu direito de participação através do seu voto em relação às informações apresentadas das contas do ano que se passou e o plano de trabalho para o ano que se inicia.

No momento em que o mundo precisou mudar completamente sua rotina para lutar contra a pandemia, as cooperativas foram desafiadas a transpor barreiras físicas e resistências culturais, na promoção de assembleias totalmente digitais, com voto válido de forma 100% on-line. A primeira assembleia digital do Sistema Ailos foi realizada em junho e no primeiro mês já contabilizamos 83 eventos on-line com mais de 6 mil participações de cooperados. 

O cooperativismo nasceu em um cenário desafiador, no ano de 1844. Desde então, tem se apresentado um modelo sustentável e resiliente em momentos como este que vivemos hoje. A proposta de realização de assembleias de maneira 100% digital já era discutida no meio cooperativista. Percebemos que estamos no caminho da solidificação deste formato, que abre a possibilidade de alcançar novos patamares. 

Se antes as assembleias eram limitadas a áreas geográficas, agora a realização de forma digital possibilitou outros horizontes. Por enquanto estamos 100% on-line, mas no momento adequado poderemos unificar as versões on e off e criar um modelo híbrido para as interações entre cooperativas e cooperados. Temos a nossa frente um campo fértil, de futuros cooperados que, assim como eu, acreditam que toda a mudança tem que vir acompanhada de uma dose de otimismo. Proponho continuarmos juntos, enfrentando o que for necessário para garantir sempre o bem coletivo.

Contribuição de: Moacir Krambeck – Presidente Central Ailos

Compartilhe nas redes sociais:

Brandili Têxtil se reinventa na pandemia

04/08/2020    Gustavo Siqueira

img/topsocie_blog/3714_post_8017.jpg
Brandili Têxtil, empresa com foco na produção de moda infantil e mais de 55 anos de mercado, teve parte de seus negócios acometidos em meio à pandemia do novo coronavírus. Mas, porque não analisar os pontos e se reinventar? Através de estratégias e ações inovadoras, a indústria, que atualmente tem cinco marcas, mais de 10 mil pontos de venda no Brasil, cerca de 20 países de exportação e um e-commerce próprio, abriu novos mercados para atender a demanda dos lojistas e também do público final. “Estudamos o novo comportamento do mercado em meio à pandemia e buscamos novas alternativas. Através de um trabalho adjacente de diversas áreas, conseguimos um resultado arrojado e inovador, com um conjunto de benefícios a serem ofertados”, comenta Jacques Douglas Filippi, diretor geral da Brandili.  
 
Novos negócios no mercado B2B: Com o aumento de consumidores digitais e a importância do distanciamento social durante a pandemia, para os lojistas a Brandili reforçou estratégias de venda através da plataforma on-line da empresa. O atendimento está disponível 24 horas por dia, durante toda a semana, inclusive aos sábados, domingos e feriados. O cliente ainda contará com o suporte interno dos representantes, oferecendo ainda mais facilidade e comodidade. Para novos clientes é necessário fazer o cadastro e passar pelos trâmites internos antes de ser liberado o acesso, e para os que já possuíam cadastro, basta escolher os produtos em estoque e finalizar a compra com o benefício do frete grátis. “Nesse momento de isolamento, esse foi o formato que começamos a trabalhar fortemente. Além de garantir a segurança de todos, tanto dos clientes quanto dos representantes, não deixamos de atender os pedidos. No último quadrimestre, houve um crescimento de 140% nos atendimentos e vendas através da plataforma. Com essa estratégia totalmente on-line, ainda teremos uma redução de 10% na produção de catálogos, o que também reflete nas nossas ações de cuidado com o meio ambiente, afinal, vamos diminuir consideravelmente o uso de papel”, destaca. 
 
Estratégias e ações para e-commerce: Com pouco mais de um ano, a plataforma de vendas para o consumidor final brandili.com.br surgiu com intuito de abrir espaço para a competitividade de mercado em relação aos concorrentes e para posicionamento de marca. São mais de 5,5 mil acessos mensais. O e-commerce, que já foi desenvolvido com a diretriz de “pense primeiro em mobile”, agora ganha um novo formato com táticas e ações para atender mais públicos. Além da Brandili e da Mundi, o site passa a oferecer o portfólio das marcas Young Class e Extreme, ambas voltadas para o público tween. Outra estratégia foi em parceria com influenciadores, que ofereceram cupons de desconto para seus seguidores utilizarem no e-commerce e nas lojas físicas da empresa. A ação também contemplou os colaboradores. “Além de um importante canal de vendas, o e-commerce com certeza é um grande gerador de dados de comportamento do consumidor final, informações importantíssimas e relevantes para decisões estratégicas assertivas que também podem ajudar nossos lojistas. Ter nossa própria loja virtual também nos abriu a possibilidade de estarmos presentes em grandes marketplaces nacionais, onde ganhamos visibilidade considerando o fluxo de usuários nessas plataformas”, ressalta. 
 
Novos negócios e parcerias: Nos últimos anos, a Brandili vem se abrindo para novos segmentos de mercado, ampliando a capilaridade, o que permite que a marca chegue a um número maior de clientes. Com o início da pandemia, a ideia de uma parceria com a Rede Top Supermercados, também localizada no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, foi colocada em prática. Quatro mercados da rede receberam um espaço piloto customizado dentro das lojas com um mix de produtos selecionados das marcas Brandili e Licenciados, para atender uma boa demanda de clientes. A ideia é oferecer opções de peças para as crianças ficarem em casa. O pagamento pode ser efetuado junto com o restante das compras feitas no supermercado. “Com um investimento relativamente baixo, alcançamos o cliente que não possui o hábito regular de ir à lojas de roupas infantis, mas que por ocasião, aproveita a ida ao supermercado para comprar um ou mais produtos, seja por necessidade ou para presente. Ainda é um modelo de experimentação, mas já temos possíveis evoluções no curto prazo. Tendo em vista os feedbacks e o potencial que este novo canal tem, a expectativa é de 29 lojas atendidas até o final de 2021”, explana o diretor.
 
Lançamento Digital Alto Verão 2020/21: A necessidade do distanciamento físico possibilitou inovar também no lançamento da nova coleção das marcas Brandili. De forma digital, o Alto Verão 2020/21 será apresentado virtualmente, totalmente integrado com o mercado e sem perder a essência. Em um evento de três dias, os gestores e líderes da Brandili irão apresentar em primeira mão as novidades da coleção aos lojistas e representantes comerciais. O showroom digital terá conteúdos exclusivos e palestras com especialistas em cada área. A programação completa está disponível em no site da Brandili.
 
Inovação e credibilidade: Em janeiro de 2020, a Brandili Têxtil passou a fazer parte do time Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC) e entrou no movimento #EuVistoBrasil. A campanha traz uma mensagem referente à superação do país em meio à pandemia do novo coronavírus e destaca a importância do setor no país, que emprega direta e indiretamente mais de 10 milhões de pessoas. Nesse formato, as coleções Primavera 2020 e Alto Verão 2020 não terão produtos importados, valorizando quem é daqui. “Nos últimos dois anos já vínhamos nessa linha de maior internalização e desenvolvendo a cadeia local para confeccionar e ser competitiva em produtos antes importados. Nós priorizamos a produção nacional e a importação sempre foi de produtos com matérias-primas que são difíceis de encontrar no Brasil, como casaco de microfibra, tactel, artigos de tecido plano, entre outros. A importação de produtos acabados nunca passou de 10% do nosso volume total. Entramos no #EuVistoBrasil para ir além e reforçar a nossa participação na produção nacional. Entre os benefícios, temos o de estimular empregos no Brasil, a produção nacional, lead time menor, possibilidade de correção de produtos de acordo com a venda, além da melhor atratividade de preços em alguns Estados que não possuem tributação”, afirma.   
 
Ações on-line com produção de conteúdo: Além de diversas lives com conteúdos direcionados para representantes e lojistas, a Brandili também lançou o “Superkids e Diário de Quarentena”, uma ação voltada ao público infantil e suas famílias, para que eles possam passar o tempo de forma divertida em casa. Mais de 2 milhões de pessoas foram alcançadas de forma orgânica. O conteúdo também foi traduzido para espanhol. Ao todo, foram disponibilizados mais de 20 jogos de colorir criados pela marca com base nas estampas das coleções, além de quebra-cabeça e jogo de memória, que contabilizaram cerca de mil cliques orgânicos. “Entre as estratégias de divulgação on-line do projeto, tivemos e-mail marketing, stories, uma live de contação de história e 17 influenciadores que conversam com o nosso público e que, juntos, possuem mais de 2 milhões de seguidores” finaliza.  
  


Compartilhe nas redes sociais:

Brasileiros nos EUA: entenda como funciona a aposentadoria

04/08/2020    Gustavo Siqueira

img/topsocie_blog/3713_post_5706.jpg
A busca de brasileiros por trabalhar e morar na América do Norte vem crescendo anualmente. Segundos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há mais de 1,4 milhões de brasileiros vivendo nos Estados Unidos da América, sendo, assim, o país de maior procura pelos brasileiros residirem e se tornando a maior comunidade brasileira no exterior.

Para a advogada e especialista em Direito Previdenciário, Previdenciário Internacional e do Servidor Público e sócia do Domeneghetti Advogados Associados, Fátima Domeneghetti, muitos brasileiros buscam os EUA, qualidade de vida, oportunidades de trabalho e segurança.

Com tantos brasileiros vivendo em solo norteamericano, é normal que dúvidas previdenciárias surjam quando os trabalhadores começam a montar o seu plano de aposentadoria. “Afinal, quem tem a experiência de morar por lá, quer também poder se aposentar naquele país”, comenta Fátima.

Por isso, a advogada esclarece as principais dúvidas sobre o tema.

Qual o sistema previdenciário e as regras para se aposentar dos EUA?
O Social Security é o sistema de previdência pública dos EUA. Atualmente ele está na 17ª posição entre os 30 melhores sistemas previdenciários do mundo. As regras de aposentadoria nos EUA exigem tempo de contribuição e idade mínima para que o trabalhador possa receber benefícios. A aposentadoria por idade exige 67 anos para homens e mulheres, podendo ser antecipada aos 62, com um desconto no valor do benefício. Para ter direito a se aposentar é necessário ainda contribuir no mínimo por 10 anos, recebendo um valor proporcional ao tempo de contribuição.

É necessário trabalhar nos EUA para poder se aposentar?
Sim. Apenas residir nesse país não dá o direito do brasileiro se aposentar. “É interessante ressaltar que no Social Security não é possível contribuir sem de fato trabalhar legalmente, como acontece aqui no Brasil, onde o INSS tem a figura do contribuinte facultativo, para aquelas pessoas que não possuem renda, mais que querem contribuir para o sistema”, explica Fátima.

Quais as porcentagem e valores para se aposentar nos EUA?
A alíquota atual do Social Security é de 6,2% do salário para o empregador e de 6,2% do salário para o empregado, ou 12,4% no total. O benefício máximo de aposentadoria, depende da idade em que o trabalhador faz o requerimento de aposentadoria. Para 2020, o benefício mensal máximo de aposentadoria é de 3.790,00 dólares se o trabalhador se aposentar com 70 anos, 3.011,00 dólares se o trabalhador se aposentar com 67 anos e 2.265,00 dólares se o trabalhador se aposentar com 62 anos.

O Brasil tem Acordo Previdenciário com os EUA?
Sim. E através desse acordo, é possível somar tempo de contribuição em cada país, Brasil e EUA, para concessão de aposentadoria por idade, pensão por morte e aposentadoria por invalidez no país acordante. “Para poder somar o período norteamericano de trabalho formal é preciso ter, no mínimo, 18 meses de contribuição no Social Security antes de integrar o período de INSS”, explica Fátima.

Um detalhe informado pela especialista, é que o valor do benefício previdenciário aqui no Brasil, será proporcional às contribuições vertidas ao INSS, podendo ser inferior ao salário mínimo, com base no art. 35, §1º, e art. 42, parágrafo único, Decreto 3.048/99. “Assim, é necessário ter muita precaução no momento de usar o acordo internacional para levar tempo de contribuição do Brasil para os EUA, pois, é fundamental analisar juntamente com um especialista da área para verificar se é vantajoso esse valor, evitando, assim, prejuízos na hora de definir o valor da aposentadoria”, ressalta a especialista.

Dicas para brasileiros se aposentarem bem nos EUA
“Uma dica importante para os brasileiros que residem nos EUA, e não atingiram o tempo mínimo de contribuição exigido para a aposentadoria, é a utilização do Acordo Previdenciário Brasil x EUA, por meio do qual, é possível utilizar o tempo de contribuição do INSS para complementar o tempo de contribuição no Social Security nos EUA”, explica Fátima.

A advogada ressalta ainda, que fazer o planejamento da aposentaria no exterior, antes de aderir ao acordo internacional, é importante. “Antes de aderir ao acordo internacional, é valioso se planejar, para fazer a simulação de como ficará o valor do benefício e, quais são as melhores opções de aposentadoria morando no exterior. É comum presenciar o relato de muitos brasileiros que se aposentam sem planejamento, com base apenas em informações superficiais, que assim, perderam a oportunidade de ter uma aposentadoria mais vantajosa financeiramente, por isso a importância de buscar um Advogado Especilista em Direito Previdenciário Internacional”, afirma Fátima.

Domeneghetti Advogados Associados
Idealizado para atender as demandas previdenciárias e administrativas de forma clara e objetiva, o Domeneghetti Advogados se destaca pela sua comunicação inovadora no mercado jurídico. O escritório está sediado em Blumenau, Santa Catarina e atua em todo território nacional e internacional. Os serviços da empresa englobam desde assessoria aos servidores públicos e aos segurados do INSS na defesa de seus interesses perante o órgão administrativo e na esfera judicial, buscando através desta via a incorporação de vantagens e recebimento de atrasados, como também, consultoria e assessoria na esfera previdenciária.

Compartilhe nas redes sociais:
Busque no Blog
Publicidade
Redes Sociais
Perfil
Karla Cruz
[imagem1]Com uma carreira sólida de 29 anos como colunista social, sou a mente por trás do Programa, da Revista e do Blog Top Society, além d...
Curta Nossa Página