Blog Top Society - Karla Cruz

A Trajetóriah! - participação de Vanessa Buonomo e Gabriela Dutra, sócias Designers de Interiores na Casacor SC em Florianópolis

27/07/2021    Maristela Brites

img/topsocie_blog/6408_post_466.jpg

 Gabriela Dutra  e Vanessa  Buonomo, Designers de Interiores da Infinitah projetos em Florianópolis
Crédito:Lio Simas 

Nosso ambiente compreende toda a circulação do evento e nos inspiramos no lado positivo da trajetória da pandemia transformando todos corredores e escadas em uma grande galeria de arte com muita cor e alegria.

A Trajetóriah! se inicia no térreo com o texto do briefing do projeto e a placa de rua
" Nunca PARE de sonhar "  pois acreditamos ser a melhor forma de encararmos qualquer dificuldade na vida. Do térreo para o primeiro andar, Marcelo Urizar e Bruno Thomé trouxeram a interpretação deles sobre a essência do projeto com um mix de cores, natureza e alegria para elevar o astral.

No primeiro andar representamos as mudanças e adaptações que ocorreram dentro da casa de cada um de nós.
A arte de Laura Loli com tinta de terra e pigmento vegetal, dá as boas-vindas aos visitantes como em um hall de entrada; ao lado o texto
sobre respeito, que acreditamos ser a base para toda e qualquer relação harmoniosa. No cantinho Zen trouxemos a representação da meditação e da busca pelo equilíbrio emocional. A mandala de Gabriel Young traz essa conexão entre o etéreo e a essência humana.

Com a pintura terracota e os painéis de madeira, o espaço dos hobbies ganha aconchego e retrata a busca pelo desenvolvimento de habilidades que aliviam a mente e alegram o coração como a música,o crochê e tricô, o origami e a leitura que nos leva a viajar sem sair de casa.

O Beijo, de Gugie Cavalcante expressa toda essa emoção de estar junto e se entregar ao convívio e ao amor.
O amarelo permeia este andar para trazer a energia do sol para dentro de casa além de ativar a concentração na hora de trabalhar pois o home office está abraçado pela vibração da cor e o aconchego da madeira. Aqui, a memória afetiva foi trazida através dos objetos antigos da família, para trazer para perto os ancestrais, os mais velhos que ficaram isolados durante todo este período. A companhia dos pets talvez nunca tenha sido tão valorizada; o afeto e o amor incondicional deles ganhou espaço em muitos lares.

As impactantes obras Esperança e Redenção de Driin, nos trazem a certeza de dias melhores e mais felizes.
A presença das plantas naturais traz a energia da natureza para perto de nós.
Seguindo a Trajetóriah! para o ático, as obras das paredes laterais das escadas retratam o respeito. Na parede principal as cores em degrade remetem
ao pôr do sol e servem de pano de fundo para a tela de Gugie Cavalcanti onde a criança com asas admira o revoar das borboletas do pendente de Diego Rutkowski que juntamente à andorinha de Driin, celebram a liberdade. Ao celebrar a liberdade, a união de todas as raças, estão representadas nas telas de Rosa Maria Feltrin, refletindo o dourado da luz do sol para todos os cantos do mundo, no desejo da harmonia universal.

Do térreo para o subsolo, a natureza ganha espaço e encanta com a delicadeza da aquarela de cores e texturas de Jhasuá. A Árvore da Vida de Diego Rutkowski ,emana luz e os pássaros cantam felizes pelos ares mais limpos.O dia e a noite de Marcelo Barnero refletem a capacidade do ser humano em se adaptar e seguir em frente e ter ainda mais a natureza como fonte inspiradora e transformadora. Para cobrir todo o subsolo e dar um ar de área externa, o tecido de tela foi o escolhido pois depois da mostra ele será doado aos 12 artistas que utilizam a tela como uma das formas de expressão de sua arte.

As borboletas de Jhasuá ganham ainda mais beleza e vida iluminadas pelas luminárias pendentes do designer Erico Gondim feitas a partir de plásticos retirados do oceano, mostrando que sim, é possível ter harmonia entre nós, seres humanos e a natureza.

Léo Furtado traz em sua arte uma das mais incríveis cenas dessa trajetória da pandemia, quando golfinhos foram avistados nos canais limpos de Veneza.
Uma demonstração de que quando nós, seres humanos saímos um pouco de cena, a natureza conseguiu se regenerar e mostrar ainda mais a sua capacidade de transformação e renovação.

Transformar, inspirar, acreditar.... Diego Rutkowski mostra o quanto existe arte em qualquer lugar, basta acreditare transformar. As pás de obra e o serrote se tornaram em belas esculturas cheias de história para contar.

Paulo Burani traz a beleza das cores, a vida e o encanto das águas com sua forma ímpar de interpretar e retratar o mundo e as emoções. Gabriel Young mostra com sua obra In Young, a sombra e a luz, os dois lados, os dois polos, a dualidade que faz a vida acontecer e se expandir.

Thiago Tipan encerra a Trajetóriah! com um belo enredo de formas e cores que faz com que reflitamos sobre os aprendizados, a integração entre o ser humano e a natureza, a harmonia das formas...formas de vida, de consciência e de emoções.

Essa é a Trajetóriah!, sob a luz da positividade, da alegria e da arte, somos capazes de enfrentar desafios, aprendermos a nos reinventar, nos adaptar e dar valor para o que realmente importa.

Vamos celebrar a vida!

Compartilhe nas redes sociais:

"Fadinha": Advogada em um gesto nobre, registra marca e repassa direitos à Rayssa Leal

27/07/2021    Maristela Brites

img/topsocie_blog/6407_post_1366.jpg

A skatista Rayssa Leal

A jovem skatista conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio.
    No último domingo, 25, Rayssa conquistou o 2º lugar na prova feminina do skate street e levou para casa a medalha de prata. O apelido da garotinha vem de vídeos de quando ela tinha sete anos.
À época, a menina estava fantasiada de fada enquanto fazia manobras com o skate. O vídeo viralizou e foi compartilhado até por Tony Hawk, um esportista famoso.
A advogada Flavia Penido registrou a marca “Fadinha” no INPI - Instituto Nacional de Propriedade Industrial.
Refere-se ao apelido de Rayssa Leal, skakista de apenas 13 anos e medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio.
Flavia Penidi, cederá gratuitamente os eventuais direitos que possa vir a ter para Rayssa Leal (representada por seus pais) ou a quem a ela for indicado.

Segundo a advogada, “o interesse, obviamente, não é econômico, mas sim preservar eventuais direitos da Rayssa e também mostrar a importância de marketing e jurídico trabalharem sempre juntos”.


Compartilhe nas redes sociais:

Bistrô da Grande Florianópolis promove Festival do Nhoque

27/07/2021    Maristela Brites

img/topsocie_blog/6406_post_3267.jpg



Mariana Barreto, chef do Casa de Filó, O Bistrô, de São José, prepara receita exclusiva da cozinha italiana 

 
img/topsocie_blog/6406_post_6569.jpg


Diz a lenda que todo dia 29 é preciso comer nhoque para garantir fortuna e fartura.  E a Casa de Filó, O Bistrô, promove o Festival de Nhoque para celebrar essa tradição italiana. Preparados com uma receita exclusiva da chef Mariana Barreto, o nhoque leva como base um ingrediente diferenciado na hora do preparo do prato. 

"O nosso nhoque ganha uma leveza e um toque todo especial, pois é feito com uma receita exclusiva onde o queijo é base para a massa", revela Mariana.

Para o Festival, você pode optar em fazer uma reserva e conhecer o novo destino gastronômico da Grande Florianópolis, ou fazer pedidos de delivery pelo @casadefilobistro.

Localizado na Ponta de Baixo, em São José, o restaurante está oferecendo três molhos diferentes nesta edição do Festival do Nhoque.  As opções são: Creme de queijo com farofa de bacon e pinhão, Ragú de linguiça Blumenau e Filé mignon com funghi.

 

Tradição do Nhoque da Fortuna 

               Assim como as demais tradições espalhadas pelo mundo e que envolvem a gastronomia, o nhoque da fortuna teve origem na Itália. Segundo relatos, na noite de 29 de dezembro, São Pantaleão estava perambulando, com muita fome por um vilarejo italiano. Ele bateu na porta de uma família numerosa e com pouca comida na mesa e foi recebido pelo patriarca, que fez questão de dividir o jantar com o desconhecido.

               A família estava comendo nhoque, e como a quantidade era pouca, foi feita uma divisão, onde cada um teve que se contentar com sete pedacinhos da massa. Pantaleão comeu, agradeceu a acolhida e foi embora.

               Só depois da despedida, e quando o patriarca foi retirar a mesa, encontrou um monte de dinheiro embaixo dos pratos. E por isso, é que todo dia 29 é dia do gnocchi della fortuna.

 

Casa de Filó, O Bistrô 

Com profissões distintas, os primos Mariana, Gabriela, Beny e a esposa Priscila Barreto decidiram transformar parte do terreno da casa da família em um ambiente acolhedor e que possibilite uma experiência gastronômica única.

O empreendimento familiar começou em 2020 com vendas por delivery no @casadefilobistro e agora expande para um espaço aconchegante a fim de proporcionar experiências gastronômicas únicas para os admiradores de uma boa comida.

A Casa de Filó, O Bistrô, fica na Ponta de Baixo, em São José e atende de quarta-feira a sábado, das 19h30 às 23h. Reservas e pedidos podem ser feitos pelo @casadefilobistro ou pelo WhatsApp 48 98834-1504.

Compartilhe nas redes sociais:
Busque no Blog
Publicidade
Redes Sociais
Perfil
Karla Cruz
[imagem1]Colunista social há 28 anos, é idealizadora tanto do Programa, como quanto Revista e Blog Top Society, além do evento Mulheres em Ev...
Curta Nossa Página