Blog Top Society - Karla Cruz

Trecho da 116 em Lages vai ganhar lombadas eletrônicas e deverá ser duplicado

13/10/2015    Karla Cruz


Conforme compromisso firmado na audiência pública que tratou da situação da BR-116 em Lages, realizada em 10 de agosto na Câmara, o diretor da Autopista Planalto Sul, Antônio Ribas Sass esteve novamente presente nesta semana no Legislativo Lageanoapresentando respostas às indagações propostas naquela ocasião e também mostrando mais sobre os projetos desenvolvidos pela concessionária.
Proponente da reunião de agosto, o vereador Enio do Vime (PSD) expôs mais uma vez as dificuldades enfrentadas pela população da Cidade Alta, que carece de melhorias nas marginais da BR-116, tanto no tráfego de veículos e pedestres, e especialmente na segurança e na saúde das pessoas. As reclamações com a poeira e a lama no local são constantes, segundo o legislador.
               
Lombadas eletrônicas deverão estar em funcionamento em um mês

Antônio Ribas Sass contou que a reunião de agosto em Lages serviu para ouvir as necessidade da comunidade e ver o que era possível ser feito. De cara, ele já apresentou uma boa notícia: “No dia 16 de setembro tivemos a autorização da ANTT para a instalação das lombadas eletrônicas em Lages e Correia Pinto, já compramos quatro lombadas e na próxima semana começa as obras de fundação. Em 30 dias o serviço deve estar pronto”, disse.

Duplicação da BR-116

Segundo dados baseados em operações similares da Arteris, a duplicação da BR-116 resultaria numa redução de 28% no número de acidentes, 68% nas mortes e 41% de feridos. Um estudo de 2009 do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) mostra que a redução do custo anual dos governos em relação a acidentes seria de R$ 37 milhões (cada acidente custa, em média, R$ 53 mil para casos sem óbitos).
Sobre a duplicação, Sass afirma que a Autopista tem se reunido com deputados em Brasília para a autorização da obra e a liberação de recursos e crê que a iniciativa logrará êxito. Ele disse que a deputada federal Carmen Zanotto (PPS) tem sido uma importante parceira para a efetivação deste serviço.

Doação de asfalto fresado depende de pedido da Prefeitura

Ribas Sass disse que a empresa está à disposição para a doação do asfalto fresado para o município, basta que a Prefeitura de Lages, através da Secretaria da Infraestrutura, faça o pedido. Este recurso pode ser utilizado tanto nas marginais, quanto nos bairros, ficando a escolha a cargo da administração.
O vereador Enio do Vime assegurou que vai cobrar novamente à Secretaria de Infraestrutura para a obtenção deste material. “Foi muito importante este momento com o diretor da Autopista, e fico contente com o resultado, pelos compromissos aqui firmados. Agora é insistir em mais propostas que tragam melhorias para a comunidade”, finalizou o edil.

Mais sobre a Autopista Planalto Sul – Arteris

O diretor apresentou slides que mostram que a concessionária administra mais de 3.250 quilômetros em nove concessões no país. São 6.500 funcionários diretos e oito mil indiretos trabalhando em cinco praças de pedágio (com arrecadação anual de R$ 95 milhões), nove bases de serviço de atendimento, um centro de controle operacional 24 horas e três estações meteorológicas.
Há ainda 150 câmeras de monitoramento e fibra ótica instalada em todo o trecho concessionado. Programas sociais, radares e melhorias na via resultaram numa redução de 48% de mortes na rodovia no último ano.
Somente no Planalto Sul, que envolve os estados do Paraná e Santa Catarina, já foi investido quase R$ 1.5 bilhão desde 2008 nos 407 km concessionados. Os municípios contemplados obtiveram repasses de R$ 55 milhões em ISS, sendo mais de R$ 40 mi no estado catarinense. Até 2033 o montante previsto em obras, operações e conservação chega a quase R$ 4 bilhões.

Trabalho social e de educação são focos da empresa

De acordo com Sass, a concessionária entende que está inserida na comunidade. Ele citou o trabalho feito naquela mesma semana com a escola Izidoro Marin em perpassar a consciência do trânsito às crianças na esperança e certeza de que eles levem estes ensinamentos até seus pais.
Também falou da parceria com a Polícia Rodoviária Federal no Cinema PRF, que leva ensinamentos às crianças em relação ao trânsito. No programa corporativo Projeto Escola, há uma Minicidade de Trânsito na cidade de Mafra, que é feito com os estudantes e as escolas interessadas. São computadas ainda 3.700 horas de trabalho voluntário em asilos e orfanatos.
A campanha Viva Motociclista já fez mais de 1.100 atendimentos para orientar estes condutores. Outros 2.700 atendimentos foram realizados no Viva Ciclista e no Passarela Viva. Já o Saúde na Boleia registra mais de 6.500 observações em relação à saúde e a conscientização com os caminhoneiros.
Há ainda um programa de monitoramento de ruído e de desmatamento evitado, onde para cada árvore nativa onde é necessário o corte, são plantadas outras 25 mudas, o qual a empresa cuida por três anos.
A empresa também faz o resgate dos animais domésticos nas rodovias, que são levados às chácaras de lindeiros, uma em cada estado, onde cuidamos deste animal até o dono buscá-lo. Quanto aos atropelados, são empalhados e levados para fins de estudo e pesquisa pelos acadêmicos de Ciências Biológicas da Universidade do Contestado.

Fotos: Câmara-Autopista/ Elisandra Pandini




Everton Gregório
Jornalista - Câmara de Vereadores de Lages
(49) 3251-5416
Compartilhe nas redes sociais: